13 dezembro 2011

Realidades




"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil."

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


 "O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?"
 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


"Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome."
 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

"Com todo perdão da palavra, eu sou um mistério para mim. "